15 maio 2017

Orar, entregar e crescer

"Visitou, pois, o SENHOR a Ana, e concebeu e teve três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do SENHOR." (1 Samuel 2:21).

Ana era estéril, mas rogava incessantemente a Deus que lhe concedesse um filho. Ana fez um voto: se Deus lhe concedesse um filho, prometeu entregá-lo ao Senhor para o seu serviço no templo. O milagre aconteceu e nasceu Samuel. No devido tempo, Ana cumpriu a promessa e consagrou-o ao Senhor. Samuel ficou no templo a servir a Deus. Passado mais algum tempo, Deus concedeu mais cinco filhos a Ana, aquela que tinha sido estéril.

Esta história reforça a ideia que, mesmo diante de todas as impossibilidades, vale a pena orarmos e confiarmos em Deus. É verdade que Deus nem sempre concede tudo o que lhe pedimos, mas Ele sempre ouve um coração quebrantado e contrito (Sl 51:17). Além disso, quando cumprimos com o que prometemos ao Senhor e lhe entregamos tudo, O Senhor abençoa-nos de uma forma ainda mais surpreendente. Ana pediu um filho, entregou-o ao Senhor e recebeu mais seis filhos! O jovem Samuel também nos ensina que confiou em Deus e que teve a humildade para aceitar a vontade de Deus e dos seus pais. "Crescia diante do SENHOR". Orar, confiando e entregando a nossa vida e filhos ao Senhor é o caminho da bênção e do crescimento espiritual.