11 maio 2017

Serenidade do céu na terra

"Graça e paz da parte de Deus Pai e do nosso Senhor Jesus Cristo, O qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus nosso Pai, Ao qual seja dada glória para todo o sempre. Amém." (Gálatas 1:3-5).

O apóstolo Paulo começa a sua carta às igrejas da região da Galácia com a graça e a paz que derivam de Deus, manifestas em Jesus Cristo. As pessoas procuram paz em muitas coisas, mas a verdadeira paz encontra-se na graça divina demonstrada na cruz. Quando acredito que Jesus Cristo se entregou pelos meus pecados e O recebo como meu salvador, encontro finalmente a paz. Os créditos desta tranquilidade resultante da graça salvífica são todos para Deus, o grande criador e dador. A glória pertence a Deus.

A morte e ressurreição de Cristo, para além de nos conceder vida e paz, também serve para nos livrar das influências pérfidas deste triste século. Trazermos a paz e a serenidade do céu no meio da conflitualidade e perversão da terra.