08 novembro 2017

Saudações, saudades e afeições

"Porque Deus me é testemunha das saudades que de todos vós tenho, em entranhável afeição de Jesus Cristo" (Filipenses 1:8).

Na saudação que Paulo escreve aos seus irmãos que se reuniam em Filipos, sobressai a profunda gratidão e amor que o Apóstolo nutria por eles. Por causa dessas fortes afeições, Paulo perseverava na oração incessante. No meio das dificuldades estes crentes em Filipos defenderam e ajudaram Paulo e retribuíram com amor prático. Não é de estranhar, também por isso, que o Apóstolo estivesse cheio de saudades deles. Amava-os e sentia-se apoiado e amado. Lamentavelmente este amor e apoio mútuo nem sempre são uma realidade nos nossos dias. O mais importante, é que esta entranhada afeição que Paulo tinha pelos crentes, não tinha origem na sua alma ou no seu trabalho, brotava de Jesus Cristo. Que Deus também nos possa encher com as suas santas e entranháveis afeições.